Olá! Meu nome… Meu nome não importa. Eu não existo, não de verdade. Apenas para você eu existo,  como você pensa assim serei.
Você já pensou que se você não pudesse pensar, não só eu, mas nada nem ninguém existiria?
Lembra-se da sua infância? Sim, quando você não sabia ler, não sabia o significado do conjunto de símbolos que formam palavras, frases, textos. Você identificava, lembrava, mas tudo não passava de objetos, não havia o que entender, sem haver como entender. As palavras só existem agora, porque alguém lhe mostrou como pensar nelas e como entendê-las.
Da mesma forma eu existo. Você pensa em mim, você me interpreta e eu sou exatamente o que você vê. Não posso mudar, a menos que você pense diferente e assim serei.
Você só me conhece porque você me viu uma única vez. Não falou comigo, não me ouviu, não me tocou, não me cheirou. Apenas viu e por isso eu existo.
Consegue diferenciar o que é real do que não é? Você está acordado? Eu não sou um sonho. Sou você, ou aquele que você decidiu que eu seja.
Se não quiser conviver comigo, eu deixarei de existir, eu e qualquer um que você vê. Ninguém precisa ser cego, para não ver. É simples. Não acredite. Você tem medo?
Eu tenho. Não de que você possa querer que eu não exista. Tenho medo de que eu possa querer que você não exista.
Já perdeu o controle? Aquele momento em que você vê tudo, o passado e o futuro e pensa, “não vou cometer erros”, é um pensamento, mas junto você está pensando que isto é mentira, ao mesmo tempo que você já está cometendo o erro.
Não temos apenas um pensamento por vez. Nos limitamos quando dizemos só poder pensar em uma coisa de cada vez, existem muitos pensamentos juntos de uma vez só, mas nos acostumamos a interpretar apenas um por vez. Isso explica porque quando lê um texto, lembra de algo e quando se dá conta que estava em um pensamento, vê que passaram várias linhas e você não sabe o que leu.
Logo, vou lhe contar uma história. Mas essa história foi feita por você. O personagem só vai existir se você acreditar nele. E eu serei o personagem. Eu, seu pensamento. Um sonho real e lúcido. Defina a sua realidade. Eu quero existir.